segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Apostila 4 - 8a

Outubro chega ao fim,
Quando vejo que vou embora
de novo,

Mas sei que algo me espera por dentro daquele lugar,
e mal posso esperar pelo momento de sair daqui,
se um dia eu sair daqui ...

Nos meus sonhos consumidos, eu caio novamente.

O tempo que cai em minhas mãos,
Quer se esconder e ter certeza,
de que não será novamente.

Aqueles que estão por perto,
Não conhecem a preguiça-doente,
E as faces vermelhas e amistosas
nesta velha sala,
onde sou carbono .
Me fazem sentir como se estivesse por perto
do fim,
de novo...
de novo...

Outubro chega ao fim,
e no país tropical onde vivo,
nós esperamos o verão,
E observamos as flores,
nesse calor sufocante.

Porém o que sinto não corresponde
a nada...
nesse blues de verão...
de novo...

(@RezendeSza)

Nenhum comentário:

Postar um comentário