quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Picture yourself on a train in a station;



Como vocês já sabem, momentos difíceis requerem textos difíceis. Resisti, lutei muito para que esse blog virasse apenas uma lembrança, mas percebo, hoje, que ele é tudo que me define e irá permanecer comigo pra sempre.

São notícias que recebemos sem querer que acabam mudando a nossa vida. Informações que deveriam ter chegado de um jeito simples, chegam devastando tudo o que tem pela frente apenas para dizer ''Oi, estou aqui. Achou que eu não viria, não é?''

E realmente, a verdade é uma coisa chata. Fugimos dela, não queremos acreditar, mas não adianta, ela está lá. Aconteceu tudo de um jeito estranho, mas tudo que não fosse previamente imaginado que pudesse acontecer. 

Indiretas também são chatas. Mas qual é a graça se não houver um suspense? Eu poderia ser muito breve e dizer tudo que realmente penso e quero, mas não iria me ajudar em nada. A graça está em pensar nas possibilidades. Sem deixar de falar que muitos desses posts seriam afetados diretamente. 

Ironias a parte, o que eu quero dizer é que percebi que vou continuar sendo o mesmo e vou continuar querendo as mesmas coisas que sempre quis. Esse negócio de ficar mudando não funciona comigo. Na essência, você sempre será você. 

Esse ano foi bom, acredito que me fez perceber que ser adulto é uma droga. A não ser que você seja um astro do rock, com uma banda incrível e fazendo músicas que milhões de pessoas cantarão com você e com seu parceiro no palco. Sim, isso não deixou de ser um objetivo, até porque amanhã vou fazer com que isso volte aos meus planos e que meu parceiro continue me chamando para uma volta na praça. Que gay.

Mas deixo um agradecimento especial a uma pessoa que me fez viver um sonho na realidade. E que sonhos na realidade geralmente não saem do jeito que você sonhou. Mas que a realidade dá um jeito de fazer você acordar e mostrar que você pode fazer coisas impossíveis por apenas uma troca de olhar. Sei que lá no fundo é tudo sincero. 

Não me arrependo de nada e se pudesse faria tudo de novo. Clichêzão para acabar um ano que, de tão confuso e imprevisível, vai deixar saudade. Espero que 2012 seja diferente e menos conturbado do que 2011. Mas se não for, estaremos preparados para o que der e vier. Olha aí de novo =P








Feliz ano novo. Ano que vem tem mais, acredite.